terça-feira, 20 de março de 2007

Sonho bom...



Imaginem um menino.
É. Um menino por volta dos seus 6 anos.
Certamente, vocês irão supor uma criança com todos os seus atributos naturais.
Agitação, alegria, fantasia, teimosia, danações...
E por essa insaciável vontade de brincar, de conhecer o mundo da sua imaginação,
ela é por vezes repreendida pelos pais...
Nada estranho...nada anormal...
Uma criança saudável.

Tive um sonho.
Ao primeiro olhar, um tanto bobo...
Nele esse menino era protagonista.
Eu o observava.
Brincadeira, pulos, travessuras!
Eu o observava com muito prazer no coração.

Até que ele é repreendido pela mãe...
Pela mãe de verdade!
E eu?
Fico ainda mais feliz!
Aliás...é aí, nesse momento, que fico realmente feliz!

É que no meu sonho esse menino era mais que uma criança saudável...
Sim...ele era totalmente saudável!
Ele era o Wellington, meus querydos...

É...conheci-o sem aquelas feridas...
Sem aquelas feridas
que o impedem de ser repreendido simplesmente por coisas de crianças...
mas porque ele pode machucá-las.

2 comentários:

gaby disse...

miamiga ! q privilégio ! as vezes fico imaginando mesmo como seria o wellington sem aquelas feridas , mas juro, de verdade, q quando estamos com ele parece q elas não existem !
ahh ficou mto legal o quadrinho do acerola ! hihi é o Y na sua razão de ser mais acerolYtica possível servindo para aliviar as tensões das crioncinhass ! hihi ;)

Regina disse...

Eu acho que Deus lhe concedeu um encontro espiritual com Wellington, pois neste plano nós quando crianças não apresentamos os sofrimentos atribuídos ao corpo. Acredito que isto lhe tenha sido concedido pela sua dedicação a ele! Peça a Deus que ao dormir sempre encontre com bons espíritos e que lhe conceda a lembrança dos ensinamentos dados por eles.
Beijos, Deus te abençoe!!!
Seu pai.